Arquivo do mês: novembro 2009

The Year in a post #2- 10 Músicas

10. Lady GaGa- Bad Romance 

9. Micachu- Just in Case

8. Gossip- Love Long Distace

7. Bat For Lashes- Pearl’s Dream

6. Jenny Wilson- Like a Fading Rainbow

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

The Year in a post #1- 5 melhores álbuns do ano

5º- Ray Guns are Not Only Just the Future– The Bird and the Bee

Através de canções muito agradáveis aos ouvidos, daquelas que parecem sorrir quando são executadas, o segundo álbum do duo americano lançado no ínicio do ano cria maravilhosas melodias que parecem complementar umas as outras ao decorrer dos 45 minutos e me provou que o eletrônico não precisa ser o 8 das músicas de pista nem o 80 do downtempo e do trip-hop e que o Indie pode muito bem ser Pop.

4º-Dance Mother- Telepathe

Sombrio, entorpecido e supreendente são três adjetivos que definem muito bem o debut das Nova-iorquinas do Telepathe, que já foi comentado por aqui. Me encantei por suas enigmáticas faixas logo quando ouvi Devil’s Trident pela primeira vez. Me apaixonei pela sua obscuridade que luta para não ser logo quando terminei de ouvir o ‘Mother’ pela primeira vez. E descobri sua vastidão quando decidi escrever sobre.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Saturday Night…

Mando Diao-Dance With Somebody. 

Break your happy home,
learn to sing along to the music, to the
music
Clap your hands and shake
on a summer’s day to the music to the music

I’m falling in love with your favorite song
I’m gonna sing it all night long
I’m gonna dance with somebody
dance with somebody
dance dance dance

I’m falling in love with your favorite song
I’m gonna sing it all night long
I’m gonna dance with somebody
dance with somebody
dance dance dance
I’m gonna dance with somebody

When you’re all alone
we become your home we’re the music
we’re the music
When your love’s away
and you feel betrayed we’re the music,
sweet music

I’m falling in love with your favorite song
I’m gonna sing it all night long
I’m gonna dance with somebody
dance with somebody
dance dance dance

I’m falling in love with your favorite song
I’m gonna sing it all night long
I’m gonna dance with somebody
dance with somebody
dance dance dance

O mais engraçado foi ouvi-la numa rádio. Nunca ligo um rádio, e quando o faço, meus ouvidos se deparam logo com uma música dos suecos do Mando Diao. Aliás, hoje também acordei com esta música, mas desta vez estava passando o videoclipe na MTV. Coincdência?

Deixe um comentário

Arquivado em Comentando

Everybody- Ingrid Michaelson [2009]

Ingrid-Michaelson-Everybody

Desde sempre me impressionando com a grandiosa simplicidade de suas canções, Ingrid Michaelson se supera lançando o seu bem recebido 4º album de estúdio. Sem deixar de lado o ar romântico dos anteriores, Everybody é um tanto mais pop do que seus antecessores e isso só me fez gostar mais ainda da songwriter americana, que com canções leves — e algumas até com o típico “efeito chiclete” da pop music — fez , na minha opinião, um dos albuns mais agradáveis do ano, daqueles que servem para (quase) todos os momentos e que decerto conseguem fazer quem ouça se apaixonar pelo menos por uma das 12 brilhantes faixas.

Acompanhada de pianos, violões, violinos e tantos outros intrumentos, a magnífica voz de Ingrid rege o album através de imponentes letrsa que falam, principalmente, dos contras do amor e de desilusões, sem criar uma atmosfera densa e piegas que geralmente aparece em canções que seguem esse caminho. Falando nas letras, elas são sem dúvida o ápice do trabalho da musicita e são as responsáveis por grande parte da beleza que rodeia cada uma de suas composições.

Everybody é sem dúvida mais um daqueles albuns que pelo menos eu guardarei um sendo único e especial. Pessoalidades a parte, Michaelson mostrou ser maior do que se imaginava e projeta-se rumo ao grande reconhecimento da mídia, que a artistas como ela só tem a acrescentar.

Vídeo–  “Maybe”

1 comentário

Arquivado em Comentando